instagram facebook spotify

Mulher XL


As mulheres Plus Size são, cada vez mais, um tema recorrente na comunicação social, alguns blogues especializados têm abordado o assunto de forma mais aprofundada e a indústria da moda, finalmente, começa a dar a atenção que estas mulheres merecem.

E se tudo isso acontece hoje, uma boa dose da responsabilidade deve ser atribuída à dupla Leilane Ferreira e Cláudia Silva que, em 2009, de forma pioneira em Portugal, criaram o projeto Mulher XL. Mas, para apresentar o projeto, ninguém melhor do que as suas criadoras. Com a palavra, Leilane e Cláudia:

mulherxl

A nossa principal missão é ajudar a aumentar a autoestima de mulheres acima do peso considerado “ideal” para os padrões vigentes, bem como divulgar a moda plus size em Portugal.

Simultaneamente, é de salientar que não é nosso objetivo promover ou incentivar a obesidade ou estilos de vida pouco saudáveis; pelo contrário, incentivamos a prática de exercício físico regular e alimentação equilibrada. O nosso principal objetivo visa contrariar a ideia de que tem de existir um padrão pré-definido de beleza, e que esta pode surgir em várias formas e tamanhos. Uma das nossas premissas fundamentais é a de que a pessoa deve aceitar-se tal como é e que eventuais mudanças (perda de peso, por exemplo) devem partir daí e não de pressões externas. Ou seja, queremos trabalhar a nível da auto-estima e auto-aceitação das pessoas, porque uma pessoa só muda se gostar de si mesma, e uma mudança baseada em expectativas alheias ou pressões externas (por exemplo, a sociedade considerar que ser magro é melhor, mais bonito e mais saudável) raramente é levada a bom porto.

MUlher-XL-2
Foto: BeautyBlowFlow

Vivendo numa sociedade em que o saudável é associado automaticamente ao magro, vimos contrariar essa ideia, pois observamos que tal nem sempre sucede. Por exemplo, uma pessoa pode estar acima do peso “ideal” mas praticar exercício físico, o que é sempre mais saudável que uma pessoa magra que não o faça. Acima de tudo, defendemos a ideia de que a manutenção de um estilo de vida saudável é transversal à figura corporal e ao número que aparece na balança.

É de igual modo importante salientar que também não é nosso objetivo criar uma rivalidade ou qualquer tipo de animosidade em relação às modelos convencionais, ou às ditas “magras”.

Pelo contrário, o que mais defendemos é que a beleza, o estilo e a autoestima têm lugar para todo o tipo de pessoas; sendo que o nosso foco recai obviamente mais no segmento plus size, visto que é a lacuna que identificamos a este nível no mercado.

Decidimos criar o Mulher XL pois já tínhamos algum conhecimento da expansão das manequins XL um pouco por todo mundo e em Portugal era um assunto completamente desconhecido. Sendo que ambas sentimos uma discriminação bastante acentuada mas ao mesmo tempo dissimulada (por exemplo, “tens uma cara tão bonita, mas tens de emagrecer”) por parte de colegas, amigos, família e sociedade geral, a necessidade de criar um projeto desta índole surgiu de uma questão puramente pessoal.

Com o passar do tempo, sentimos que nos tornámos, de certa forma, em exemplos a seguir, no sentido em que recebemos muito interesse da comunicação social e muitas pessoas começaram a acompanhar-nos e apoiar-nos. Assim, o projeto que inicialmente visava somente a manutenção de um blogue onde partilhávamos curiosidades e/ou eventos sobre a indústria plus size internacional (pois na altura somente existia a esse nível, em Portugal ainda não se ouvia falar), tornou-se aos poucos em algo maior, com maior significado a nível nacional.

MUlheresXL

Foto: Iconogenic

No fundo, definimos o nosso projeto/ blogue como um projeto para as mulheres reais, com o intuito de provar que qualquer uma, independentemente da sua figura corporal (que tem ou que escolhe ter) pode ter o dito “corpo de praia”; queremos também contrariar a ideia da existência de um “corpo ideal” que novamente nos redirecciona para a ideia de haver um padrão a ser preenchido, que acaba sempre por castrar a grande maioria das mulheres que não se inserem no mesmo. Estas são as mulheres que vão às lojas de roupas de marcas conhecidas, para concluírem que não existe um lugar para elas.

Outra ideia que queremos contrariar é aquela de que uma mulher voluptuosa é desleixada, triste e/ou que não quer cuidar de si, nem tem autoestima. Na nossa opinião, esta é uma ideia extremamente errada que se tem, sendo que muitas de nós recebemos olhares quase que de pena por sermos como somos, como se quiséssemos muito emagrecer mas não conseguíssemos. Sim, claro que há pessoas que querem emagrecer, mas há outras que se sentem bem tal como são; essas não têm problemas com o seu próprio peso/figura corporal, sendo que nós até costumamos dizer que as outras pessoas têm mais problemas com o nosso tamanho, do que nós próprias!

Apesar do nosso foco ser claramente no segmento plus size, apoiamos de uma forma geral a diversidade de belezas.

Criámos o blogue vai fazer 6 anos em Novembro deste ano, sendo que já fomos a vários programas de TV (SIC, TVI e RTP2), rádio, demos entrevistas a revistas impressas e online, já produzimos diversos desfiles de moda plus size e sessões fotográficas.

Queremos, agora, fazer crescer ainda mais o projeto, fazê-lo chegar a mais mulheres, incentivar a autoestima, ao mesmo tempo que incentivamos a manterem um estilo de vida saudável porque gostam de si mesmas, e quem gosta de si, cuida de si. Queremos incentivar as mulheres a amarem-se mais, mesmo com os milhares de defeitos que todas têm, e que não se deixem abater por críticas alheias.

Ficamos muito felizes por poder ajudar milhares de mulheres em Portugal, e dar a conhecer ao país, a moda Plus Size.


 

claudia-lane-mulher-XL

Cláudia Silva e Leilane Ferreira, autoras do blog Mulher XL.

Tweet about this on TwitterShare on Facebook